Home
SEAAC Blog
SEAAC Twitter
Olho no Olho
Base/Atendimento
Presidenta
Diretoria
Categorias
Circulares CCT
Acordos por Empresa
Jurídico
Homologações
Currículos
Parcerias
Lembrador
Info da Hora
Seaac Acontece
Associe-se Já!
Colônia de Férias EAA
Cadastro Empresa
Cadastro Associado
Salão de Beleza

 

SEAAC ACONTECE

 

 

 

SEAAC participou de reunião

 

Representante da UITA compara situação atual com ditadura

 

Participantes do encontro em Limeira

 

 

Gerardo Iglesias: "Democratizar estruturas sindicais Helena e Carla na reunião promovida pela USTL

 

A presidenta do SEAAC de Americana e Região, Helena Ribeiro da Silva, participou ontem (25) pela manhã da reunião que tratou das reformas trabalhista e previdenciária no Brasil e seus impactos na América Latina. O evento ocorreu em Limeira e foi realizado pela USTL (União Sindical dos Trabalhadores de Limeira). A condução dos trabalhos foi feita por Gerardo Iglesias, Uruguaio, Secretário Geral da UITA (União Internacional dos Trabalhadores da Alimentação), que está no Brasil palestrando para entidades sindicais.

 

Para Gerardo, “hoje a situação no Brasil encontra-se pior do que na ditadura militar, em virtude do cerceamento dos direitos individuais e coletivos”. Segundo ele, muitos tópicos da reforma trabalhista brasileira tem como fonte a espanhola, que provocou a precarização do trabalho, criou o sistema intermitente e reduziu a capacidade de ação dos sindicatos. “Hoje, 60% da juventude espanhola tem trabalho apenas por contrato de tempo determinado em 5 meses, o que gera aflição e impossibilidade de planejamento futuro de suas vidas”.

 

Gerardo defende que os sindicatos brasileiros precisam resistir e investir na formação dos dirigentes, estudar fusões, desenvolver articulação conjunta, insistir nas denúncias internacionais (principalmente à OIT), desenvolver trabalho político e ampliar a agenda sindical. “A democratização das estruturas sindicais é uma forma de enfretamento ao que está aí, colocado e perverso”.

 

A presidenta do SEAAC avalizou as propostas de Gerardo. Para Helena, é fundamental que os sindicatos, federações e confederações vá para as bases, instruir e trazer o trabalhador para perto da entidade. “Estou otimista e confiante.  As dificuldades existem para ser enfrentadas e vencidas. Planejando ações com disposição e coragem sairemos fortalecidos nesta luta contra os setores retrógrados que querem o aniquilamento dos sindicatos, como caminho para dominar completamente os trabalhadores”, finalizou. Na reunião, Helena esteve acompanhada da empregada da sub sede de Limeira, Carla Massaro.

 

Luciano Domiciano (assessoria de imprensa, 26 de julho de 2018)

 
 

Sindicato dos Empregados de Agentes Autônomos do Comércio de Americana e Região

Trabalhador Conscientizado, Sindicato Transformado!