Home
SEAAC Blog
SEAAC Twitter
Olho no Olho
Base/Atendimento
Presidenta
Diretoria
Categorias
Circulares CCT
Jurídico
Homologações
Currículos
Parcerias
Lembrador
Info da Hora
Seaac Acontece
Associe-se Já!
Colônia de Férias EAA
Cadastro Empresa
Cadastro Associado
Salão de Beleza

 

SEAAC ACONTECE

 

 

8º Encontro Regional da Mulher EAA

SEAAC na luta pelo esclarecimento 

Palestra sobre Reforma da Previdência reúne ótimo público em Americana

 

  

Bom público prestigiou evento                                                           Lourival Figueiredo Melo

 

Helena Ribeiro da Silva                                                                     Dra. Tonia Galetti

     

Eliabete Prataviera                                            Trabalhadora participa do debate

 

Com a presença de mais de 150 pessoas o SEAAC de Americana e Região realizou ontem à noite, no Plenário da Câmara, o 8º Encontro Regional da Mulher EAA, com a palestra “Reforma da Previdência – O Impacto na Vida das Mulheres”. A palestrante convidada foi a advogada especialista em Previdência Social, Tonia Galetti, Coordenadora Jurídica do Sindicato Nacional dos Aposentados.  Participaram do evento trabalhadores representados pelo SEAAC de Americana e Região, convidados e autoridades. As sub sedes do SEAAC de Piracicaba e Limeira trouxeram delegações de participantes.

 

A Mesa Diretora dos trabalhos foi composta pela Secretária de Assuntos da Mulher, Crianças e Adolescentes da FEAAC, Elizabete Prataviera;  presidente da Federação dos Empregados de Agentes Autônomos do  Comércio do Estado de São Paulo (FEAAC) e Secretário Geral da Confederação Nacional dos Trabalhadores no Comércio e Serviços (CNTC), Lourival Figueiredo Melo; Presidenta do SEAAC de Americana e Região, Helena Ribeiro da Silva; Vereador de Americana, Guilherme Mancine; advogados do SEAAC, Fábio Lemos Zanão e Carolina Mobilon Ferreira Pessoa e a palestrante Tonia Galetti.

 

Elizabete Prataviera disse que “os encontros regionais são oportunidades de se discutir temas que importam à vida das mulheres, servindo de preparação para o encontro nacional que será realizado no ano que vem”.  O presidente da FEAAC, Lourival Figueiredo Melo, não poupou críticas ao Governo Federal, Deputados e Senadores que tem trabalhado incessantemente para reduzir direitos dos empregados e diminuir a representação sindical. “Trata-se de um governo golpista em sua essência que atua neste momento de forma orquestrada e maldosa contra os trabalhadores, sem respeitar a Constituição, os poderes constituídos e o povo brasileiro”.

 

A Presidenta do SEAAC, Helena Ribeiro da Silva, agradeceu a participação dos trabalhadores que representa e o fato de sempre poder contar com a presença da categoria nos eventos que realiza. Para ela, a oportunidade de ouvir as explanações da palestrante Tonia Galetti é muito oportuna, “pelos conhecimentos que ela tem sobre o tema Previdência Social, hoje alvo de um desmonte proposto pelo Governo que atinge à todos, mas principalmente às mulheres. Estão escravizando os trabalhadores brasileiros com as tais reformas propostas. Terceirização, Reforma Trabalhista e Reforma da Previdência formam um pacote de maldades. Temos de reagir, reclamar, ir para rua. Não podemos ficar parados esperando acabarem com nossos direitos. Chorei na frente do Ministro do TST, Antonio Levenhagen, para conseguir o vale refeição-alimentação. E agora, do nada, vão tirando nossos direitos, nosso emprego e nossa possibilidade de aposentadoria”.

 

PALESTRA 

Tonia Galetti proferiu sua palestra para uma plateia atenta e preocupada. O público, na maioria mulheres, foi esclarecido sobre os principais pontos da  Reforma da Previdência e o que ocasionará para cada trabalhador. A cada item exposto e explicado era evidente o semblante de desagrado de quem está começando a vida profissional ou de quem está perto de se aposentar. “Este monstro chamado Reforma da Previdência não poupa ninguém. O trabalhador, se tiver emprego formal – mas acho que não terá por conta da reforma trabalhista – dificilmente conseguirá se aposentar. É o fim da mínima estabilidade futura. Estão abandonando nossos trabalhadores ao desalento e empurrando-os para um futuro de miséria. Num determinado momento abandonaram a África e hoje vemos a situação daquela parte do mundo. Aqui, no futuro não será diferente se nada for feito agora, para barrar estes absurdos vendidos para o povo como escada para a salvação do país”.

 

No final, a palestrante esclareceu dúvidas dos presentes respondendo à diversas perguntas formuladas e concluiu: “Estamos, junto à outras entidades sérias e comprometidas, trabalhando para brecar as maldades que o Governo vem impondo.  Todas as medidas jurídicas possíveis estamos tomando, procurando resguardar os direitos dos trabalhadores brasileiros. Mas precisamos que cada um faça sua parte, mostrando seu descontentamento, protestando com o Deputado de sua cidade.  Eles vão precisar de votos em 2018 e por isso temos de cobrá-los agora”.

abr/17

 
 

Sindicato dos Empregados de Agentes Autônomos do Comércio de Americana e Região

Trabalhador Conscientizado, Sindicato Transformado!