Home
SEAAC Blog
SEAAC Twitter
Olho no Olho
Base/Atendimento
Presidenta
Diretoria
Categorias
Circulares CCT
Jurídico
Homologações
Currículos
Parcerias
Lembrador
Info da Hora
Seaac Acontece
Associe-se Já!
Colônia de Férias EAA
Cadastro Empresa
Cadastro Associado
Salão de Beleza

 

DESAFIOS DA MULHER NO "CLUBE DO BOLINHA"

 

 

Os desafios enfrentados pelas mulheres para que possam atuar no meio sindical são extremamente difíceis de vencer, mas elas são persistentes, sabem o que querem, onde desejam chegar, sabem qual é sua importância no mercado de trabalho, sabem qual fator irá fazer com que sejam reconhecidas pelo mérito que realmente têm e por conta disso, arregaçam as mangas e saem para a luta....

 

Quebrar preconceitos e incentivar novos comportamentos; conciliar a dupla, tripla ou até quádrupla jornada; conquistar espaço e credibilidade; possuir determinação para auto-formação educacional, sindical e política; incentivar a inserção de mais mulheres no movimento sindical; preparar-se para discutir sobre política partidária; não perder a sua identidade; conseguir a compreensão e o apoio familiar; administrar conflitos pessoais e sociais; manter a qualidade de suas vidas; conquistar espaço e visibilidade são alguns destes desafios.

 

O meio sindical sempre foi considerado de e para os homens, um verdadeiro “Clube do Bolinha” mas hoje, as mulheres somam 52% da população mundial, sendo 40 milhões de brasileiras economicamente ativas ao lado de 52 milhões de homens;  portanto, como reafirmar que o meio é só para homens? Ora, se o movimento defende os direitos do trabalhador e sua qualidade de vida, temos de quebrar estes preconceitos, refazer paradigmas e abrir espaços para que a mulher possa inserir-se cada vez mais no segmento e lutar pelos seus direitos de trabalhadora e cidadã.

 

Assim, torna-se preemente para as mulheres engajadas nesta luta sensibilizar os dirigentes sindicais homens em relação às questões de gênero; dominar as temáticas que dizem respeito à organização sindical e as condições estruturais e conjunturais políticas e econômicas do país; conhecer sobre negociações coletivas e seus instrumentos normativos; dominar o conteúdo sobre a reforma sindical; lutar pela efetiva participação de uma bancada feminina na discussão dos temas sindicais, sociais e políticos, sedimentando deste modo sua credibilidade junto a homens e mulheres.

  

Apesar de todas as dificuldades, hoje na sociedade nós não temos um grupo mais preparado que as mulheres que estão do meio sindical, que mostram competência, capacidade para desenvolver um trabalho, conhecimento de suas causas, poder de argumentação e defesa em relação à sua participação efetiva nos diversos segmentos da sociedade.  Cada uma destas mulheres lutadoras entende que para vencer e convencer precisa saber defender sua causa, ter conhecimento de sua causa... sentir paixão pela sua causa!

 

Set/06

 
 

Sindicato dos Empregados de Agentes Autônomos do Comércio de Americana e Região

Trabalhador Conscientizado, Sindicato Transformado!