Home
SEAAC Blog
SEAAC Twitter
Olho no Olho
Base/Atendimento
Presidenta
Diretoria
Categorias
Acordos por Empresa
Acordos PPR
Jurídico
Homologações
Currículos
Parcerias
Info da Hora
Seaac Acontece
Associe-se Já!
Cadastro Empresa
Convenções Coletivas

 

OLHO NO OLHO!

 

 

SEAAC 30 ANOS: PARABÉNS AOS TRABALHADORES EAA POR SUA INCESSANTE LUTA!

 

Nossos Sindicato completa 30 anos em 19 de novembro parabenizando todos os trabalhadores EAA que, mesmo ante à pandemia mundial, continuaram na luta para garantir serviços à população, atuado junto com a entidade para a manutenção de empregos e salários, medidas que preservem a saúde e garantam a segurança de todos.

 

O Sindicato parabeniza toda a categoria, principalmente, pela luta e empenho nestes dois últimos e críticos anos nos quais sem o empenho daqueles que conseguiram ficar na linha de frente, sem a confiança daqueles que perderam seus postos de trabalho mas perseveraram, a economia brasileira já tão combalida teria desmoronado de vez.

 

Em 3 décadas de lutas nosso sindicato acumulou um histórico relevante de desafios e conquistas, combatendo com vigor os ataques políticos e capitalistas,  resistindo em meio à tantas adversidades com a união e mobilização da categoria.

 

Trabalho afinado em equipe, clareza nas ações, soluções adequadas, respeito ao ser humano são instrumentos pra vencer. Parabéns a todos que participam ou participaram dessa história que não tem hora para terminar!

 

A Diretoria


 

BRASIL SURREAL!

 

Ao final de 6 meses de investigações, a Comissão Parlamentar de Inquérito mais importante da história do Brasil decidiu indiciar o presidente da República por crime contra a humanidade e mais 8 tipos penais. As ações e omissões que legaram ao país mais de 600 mil mortos na pandemia renderam acusações a outras 76 pessoas - entre elas 4 ministros, 2 ex-ministros, deputados, empresários e 3 filhos de Jair Bolsonaro. “O governo deixou uma série de digitais nas cenas desses crimes”, resume Bernardo Mello Franco, colunista do jornal O Globo e comentarista da rádio CBN.

 

Dos delitos comuns, previstos no Código Penal, o mais grave imputado ao chefe do Executivo é o de epidemia. Bolsonaro também foi indiciado como autor de crime de responsabilidade pela violação de direito social e por agir de modo incompatível com a dignidade, honra e decoro do cargo. Crimes de responsabilidade podem ser usados para abrir um processo de impeachment, desde que a Câmara autorize a instauração do procedimento.

 

Também foram imputados ao presidente o cometimento de crimes contra a humanidade, nas modalidades de extermínio, perseguição e de outros atos desumanos, conduta prevista na legislação brasileira. As penas previstas pelo tribunal variam. Dependendo da gravidade, vão de um número determinado de anos, até a prisão perpétua. 

E, agora, os olhos voltam-se para o próximo capítulo dessa história, para o que fará o procurador-geral da República, Augusto Aras, que deveria investigar a apresentar denúncia contra Bolsonaro; e o presidente da Câmara Arthur Lira, responsável sobre a eventual abertura de um processo de impeachment.

 

Bolsonaro, por sua vez, debocha do relatório da CPI da Covid, afirmando que a comissão só semeou ódio e rancor e que não tem culpa de nada!

 

É o Brasil que vivemos nesse momento: surreal!

 

A Diretoria


 

 

MEDO IMPEDE MUITAS DOAÇÕES DE ÓRGÃOS!

 

O Brasil possui hoje 53.218 pacientes na fila por um transplante de órgãos. Isso porque, pela legislação brasileira, não adianta deixar expresso em documento, ou mesmo registrado em cartório, o desejo de realizar a doação de órgãos, pois, a palavra final caberá sempre aos parentes.

 

E, a negativa familiar gerada pelo medo é um dos principais motivos para que um órgão não seja doado. A informação e o diálogo entre o doador e sua família são absolutamente fundamentais, essenciais e necessários, uma vez que havendo o conhecimento do desejo de doar do falecido, do que se trata morte encefálica – um processo absolutamente irreversível - esse desejo tem mais chances de ser respeitado.

 

O Brasil ocupa a segunda posição entre os países que mais realizam transplantes – atrás apenas dos Estados Unidos – ainda assim, temos mais de 34 mil brasileiros que aguardam por um transplante.

 

Os órgãos doados vão para pacientes que estão aguardando em lista única, definida pela Central de Transplantes da Secretaria de Saúde de cada estado e controlada pelo Sistema Nacional de Transplantes (SNT).

 

A doação pode ser de órgãos (rim, fígado, coração, pâncreas e pulmão) ou de tecidos (córnea, pele, ossos, válvulas cardíacas, cartilagem, medula óssea e sangue de cordão umbilical). A doação de órgãos como rim, parte do fígado ou da medula óssea pode ser feita em vida.

 

Tramita no Senado Federal um projeto de lei para permitir a doação por manifestação própria da vontade, feito ainda em vida e sob acompanhamento de testemunhas. Se a pessoa não tomar essa decisão ainda em vida, a família então seria a responsável pela doação após sua morte, mas até que tal lei seja aprovada, muitas vidas ainda serão perdidas por falta de doadores!

 

A Diretoria


 

NINGUÉM MERECE! Impeachment já!

 

Após alguns (poucos) meses em que o presidente precisou responder por sua responsabilidade na condução tanto da pandemia quanto da economia, ele voltou, com força, a incitar seus seguidores, procurando desestabilizar os demais poderes e tentando criar o caos político.

 

Assim, ao invés de uma reflexão pácífica sobre os rumos do Brasil, o que viosw no feriado foram atos em defesa e contra o governo federal em cidades de todo o País. O feriado de 7 de Setembro se tornou a maior aposta política de Jair Bolsonaro desde que assumiu o Palácio do Planalto.

 

O presidente acirrou as tensões institucionais ao convocar manifestações de apoio ao governo e ataques a ministros do Supremo Tribunal Federal, ameaçando o Congresso e Judiciário, criticando prefeitos e governadores por medidas restritivas de combate à pandemia e afirmando que só Deus o tira do posto e anunciando ainda que vai convocar uma reunião do Conselho da República.

 

Conseguiu com isso fazer soar o alarme em várias instituições e um recorde de interações nas postagem de lideranças contra o governo e “fora Bolsonaro”, além de colocar o impeachment em discussão. Nota-se claramente na agressividade de Bolsonaro um político desesperado e acuado, que sabe que vai perder as eleições de 2022 e deixa claro que não aceitará o resultado das urnas, já preparando um motim como o de Donald Trump. Não tem condições de governar, de recuperar a economia abalado do país, de ajudar o povo sacrificado pela pandemia.

 

O que vamos fazer a respeito disso? Ficar em cima do muro apreciando os prós e contras? Quem derruba um presidente não é só o Congresso, é o povo na rua!

 

A Diretoria


 

AMERICANA, 146 ANOS!

 

Americana completa dia 27/8, 146 anos de fundação. Celebramos a data e parabenizamos os cidadãos. Diversas atrações foram inseridas no calendário do município, uma forma de lembrar muitos dos acontecimentos importantes do município.

 

Americana tem hoje mais de 230 mil habitantes, sendo um dos municípios mais populosos da região metropolitana de Campinas. Seu nome é uma referência à migração de norte-americanos. Eles trouxeram sua cultura e técnicas agrícolas, como o cultivo do algodão e a descoberta da indústria têxtil. Além dos estadunidenses, a cidade também foi lar de italianos e estes também trouxeram sua arte, seus usos e costumes.

 

Hoje, os cidadãos orgulham-se de residir em Americana e amam sua cidade. A área sindical americanense é forte e luta sem esmorecer para garantir direitos aos trabalhadores, que batalham diariamente para construir e manter a prosperidade da região, fazendo a diferença e neste contexto as mulheres exercem um papel primordial, conquistando seu espaço de atuação, vencendo inúmeros desafios, atuando na política sindical e nas políticas partidárias.

 

Assim, neste aniversário aproveitamos a oportunidade para desejar que as forças daqueles que buscam o melhor para a comunidade se renovem, transformando-se em união, amizade, força, solidariedade, parceria, trabalho, dedicação e alegria em prol da construção de uma  sociedade mais justa e harmoniosa.

 

Um Feliz Aniversário!

 

A Diretoria

 


 

15 ANOS DA LEI MARIA DA PENHA

 

Uma situação natural, uma questão privada e um crime de menor potencial ofensivo. Era assim que a violência doméstica, mesmo nos casos de agressão física ou homicídio, era vista. Mas essa visão está mudando graças à lei maria da Penha, que completa 15 anos e ajudou a tornar pública, uma vergonha  escondida sob um ditado inofensivo: “entre marido e mulher não se mete a colher!”

 

Pois a lei teve a coragem de meter a colher nessas histórias e hoje é considerada uma das três melhores leis do mundo para a proteção da mulher, pelas Nações Unidas, prevendo mecanismos inovadores, como medidas protetivas, ações de prevenão,m suporte às mulheres e grupos reflexivos para homens.

 

E sempre é bom lembrar que a Leia Maria da Penha define cinco formar de violência: física, sexual, moral, psicológica e patrimonial e não apenas “olho roxo”.

 

E, se os índices de violência contra a mulher aumentam é porque existe um aumento de conscientização das mulheres, que estão rompendo a barreira do silêncio.

 

Hoje, qualquer mulher que se sinta em situação de violência, qualquer uma das formas que a Lei Maria da Penha prevê, apenas com um gesto silencioso, um x vermelho na palma da mão, pode fazer sua denúncia, em bancos, como Banco do Brasil, em redes de farmácia, supermercados, estabelecimentos comerciais ou privados, além da Central de Atendimento à Mulher, 180.

 

Após 15 anos, muitos foram os avanços da lei, mas sabemos que ela ainda está longe do ideal. Gestores devem internalizar a cultura de proteção à mulher, precisam estar comprometidos com esta causa. Pessoas que entendam que para os números de feminicídios caírem, são necessárias políticas públicas e recursos. Sem investimento é impossível curar esta chaga aberta em nossa sociedade.

 

A sociedade tem melhorado sua participação para que a lei seja aplicada, mas o governo ainda precisa melhorar sua atuação.

 

A Diretoria


 

MULHERES ATLETAS DO BRASIL!

 

As mulheres do Brasil estão escrevendo uma história bonita nas Olímpiadas do Japão. Como sempre e contra todas as possibilidades elas estão mostrando sua força guerreira e o Brasil poderá testemunhar uma experiência esportiva inédita: ter, possivelmente, as mulheres como carro-chefe na conquista de medalhas do maior evento esportivo do mundo.

 

E pensar que as mulheres nem foram aceitas na primeira edição dos Jogos Olímpicos modernos, em 1896, em Atenas. Só passaram a disputá-los em Paris, em 1900, porque não aceitaram de braços cruzados essa proibição e um dia após a 1ª Olimpíada da Era Moderna houve protesto. No Brasil, a participação feminina nos esportes era proibida, conforme o Decreto-Lei n.º 3.199, de 14 de abril de 1941, que estabeleceu as bases de organização dos desportos em todo o país na época e só foi revogado em 1979. Mas, as brasileiras ainda esperaram 38 anos para começar a receber medalhas.

 

Hoje, a participação das mulheres nas Olimpíadas é algo bastante comum, passaram de 0% a 49%, mas se atualmente elas estão presentes em todas as modalidades, é porque lutaram para que esse espaço fosse conquistado depois de muito tempo e com muito esforço.

 

O fato é que o simples fato de ser uma mulher torna tudo mais difícil. É preciso ser 10 vezes melhor em tudo, suportar constantes testes e avaliações, suportar desigualdade nas bolsas, em número de campeonatos, oportunidades de vagas ou patrocínios. Apesar disso, entretanto, elas estão se preparando como devem e ocupando um espaço que tem o direito de ocupar.

São as mulheres atletas do Brasil, mulheres guerreiras, corajosas, cheias de valor!

 

A Diretoria


 

É ESPERAR PARA VER!

 

o faltam palavras, para classificar adequadamente o governo bolsonarista, mas não vale a pena descer ao nível de nossos governantes, infelizmente eleitos democraticamente pelo povo e exercendo seus mandatos para desestabilizar as instituições democráticas através da mentira ardilosa, desinformação, deboche e medo.

 

Basta lembrar que é inaceitável que um “representante do povo” defenda a ditadura, a tortura e os torturadores do regime de 1964; defenda ainda a sonegação de impostos e outras aberrações, seja homofóbico e racista, seja todo o tempo, sem uma folga, um péssimo exemplo como principal mandatário do país, governando com o assessoramento da família e amigos íntimos. O Brasil caiu nas garras de uma quadrilha.

 

Mas, finalmente o povão parece estar acordando, depois de uma longa inércia. Pesquisa Ipsos encomendada pelo DEM e publicada em 6/7 indicou que Bolsonaro é o nome mais rejeitado para a disputa eleitoral em 2022. O levantamento mostrou que 59% das pessoas não votariam nele de jeito nenhum.

 

Em outra pesquisa divulgada em 5/7, o levantamento CNT/MDA, mostrou uma rejeição ainda maior: 61,8% dos entrevistados disseram que não votariam nele de jeito nenhum.

 

O aumento da rejeição de Bolsonaro aparece nas pesquisas após denúncias de corrupção envolvendo a compra de vacinas contra a covid atingirem seu governo. O presidente foi alvo de protestos em todo o país dia 3/7 e de um superpedido de impeachment protocolado dia 30/6 no Congresso Nacional. 

 

Mostra a pesquisa que a afirmação institucional de que o povo estaria apoiando o Presidente Bolsonaro é um escárnio e uma grande mentira que os políticos governistas tentam vender a todo o custo, começando por impedir um processo de impeachment.

 

Bem, as eleições vão acontecer novamente, queiram ou não, e o povo mostrará sua vontade através do voto. E o grande motivador será, sem dúvida, a série desastrosa de erros cometidos ao gerir a crise da Covid-19, que colocará nas mãos dos governistas, um número inacreditável de mortes. É esperar para ver!

 

A Diretoria

 
 

Sindicato dos Empregados de Agentes Autônomos do Comércio de Americana e Região

Trabalhador Conscientizado, Sindicato Transformado!